Irmão de George Floyd chora e cobra Congresso dos EUA: ‘Façam essa dor parar’

  • Por Jovem Pan
  • 10/06/2020 15h53 - Atualizado em 10/06/2020 15h54
Greg Nash/EFEPhilonise Floyd, irmão mais novo de George, fez um emocionante discurso no Congresso norte-americano

Philonise Floyd, irmão de George Floyd, homem negro que foi sufocado até a morte enquanto era detido pelo policial branco Derek Chauvin, pediu nesta quarta-feira (10) para que o Congresso dos Estados Unidos aja para evitar que o assassinato tenha sido “em vão” e que se perguntem o quanto “vale a vida de um negro”.

“Estou cansado da dor que sinto agora, da dor que sinto sempre que matam outro negro sem nenhum motivo. Estou aqui para pedir que façam isso parar. Parem a dor. Façam com que não fiquemos cansados”, disse Philonise Floyd em um emocionante depoimento diante do comitê judicial da Câmara dos Representantes.

O irmão caçula argumentou que George Floyd “não merecia morrer por US$ 20”, ao se referir ao uso da nota falsa que provocou a detenção.

“Eu pergunto a vocês, é isso o que vale a vida de um homem negro? Vinte dólares? Estamos em 2020, basta. O povo que protesta nas ruas está dizendo que basta. Sejam os líderes que este país e este mundo necessitam”, declarou.

“Depende de vocês garantir que a morte dele não foi em vão. Honrem a memória de George fazendo as mudanças necessárias para que as forças de segurança sejam a solução, não o problema. Façam com que prestem contas quando fizerem algo ruim”, afirmou.

Philonise pediu para que os policiais aprendam “o que significa tratar o povo com empatia e respeito, o que é a força necessária e que a força letal só deve ser usada em raras ocasiões e quando a vida está em perigo”.

*Com informações da Agência EFE