Itália tem 2º dia com mais de 10 mil novos casos de coronavírus

País europeu tem 116 mil casos considerados ainda ativos; a maior parte deles em pessoas isoladas em casa sem apresentar qualquer tipo de sintomas

  • Por Jovem Pan
  • 17/10/2020 13h47 - Atualizado em 17/10/2020 14h18
EFE/EPA/RICCARDO ANTIMIANIPaís foi um dos primeiros a virar epicentro do novo coronavírus

A Itália, um dos primeiros epicentros da pandemia do novo coronavírus no começo de 2020, registrou neste sábado, 17, mais 10.925 casos de infecção pela doença. O número mostra que o país superou pelo quarto dia consecutivo o recorde de contágio desde o início da pandemia, conforme indicou o Ministério da Saúde local. O número de novos casos superou em cerca de mil os notificados na véspera, no primeiro boletim em que foi superada a barreira dos 10 mil novos casos no país.

Neste sábado, segundo as autoridades oficiais, foi feita a maior quantidade de testes de detecção desde o princípio da pandemia da Covid-19, 165.837. Ao todo, a Itália registrou desde 21 de fevereiro, 402.536 casos de infecção. Além disso, foram contabilizadas mais 47 mortes por consequência da doença provocada pelo novo coronavírus, elevando o total para 36.474. De acordo com o balanço, há 7.322 pacientes internados com Covid-19 em todo o país, 506 a mais do que ontem. Do total, 705 estão ocupando leitos de unidades de terapia intensiva.

Ao todo, são 116.935 casos considerados ainda ativos, a maioria de pessoas que estão isoladas nas próprias casas, sem apresentar qualquer tipo de sintoma. A região mais afetada do país segue sendo a Lombardia, que registrou hoje mais 2.664 novos casos de infecção, seguido de Campânia, que teve 1.410. Ainda neste sábado, segundo a imprensa italiana, uma reunião de cúpula do governo do primeiro-ministro, Giuseppe Conte, será realizada com o intuito de definir mais restrições para tentar conter o avanço do novo coronavírus.

*Com informações da Agência Estado