Jornalistas da China publicam imagens de tenista desaparecida, mas dúvidas sobre paradeiro prevalecem

Conta de ambos os profissionais são classificadas como ‘mídia afiliada ao governo chinês’, o que traz desconfiança; nesta sexta-feira, a ONU pediu às autoridades uma prova de Peng Shuai está viva

  • Por Jovem Pan
  • 20/11/2021 16h02
Reprodução/Twitter/shen_shiwei Tenista Peng Shuai segurando um gato em um quarto cheio de bichos de pelúcia Em imagem divulgado pelo jornalista chinês Shen Shiwei, a tenista Peng Shuai aparece sorridente segurando um gato

Imagens publicadas por jornalistas chineses no Twitter nesta sexta, 19, e neste sábado, 20, ainda deixam dúvidas sobre o paradeiro da tenista Peng Shuai, que não foi vista publicamente desde o dia 2 de novembro. A esportista, que é ex-número 1 do mundo de duplas, sumiu após afirmar em seu perfil numa rede social chinesa que o ex-vice-premiê Zhang Gaoli a forçou a fazer sexo com ele. De acordo com a Reuters, nem o ex-vice-premiê nem o governo chinês comentaram as acusações até o momento e a publicação foi rapidamente removida e censurada na internet da China. Segundo Hu Xijin, editor-chefe do Global Times, Shuai “ficou em sua casa livremente e não quer ser incomodada” e que ela “aparecerá em público e participará de algumas atividades em breve”.

As afirmações foram feitas para “confirmar” as imagens divulgadas por outro jornalista chinês, Shen Shiwei. O editor-chefe do Global Times afirma que pôde confirmar “por meio de suas próprias fontes” que as fotos publicadas por Shiwei retratam o “estado atual” da tenista. No registro, Shuai aparece brincando com um gato num quarto cheio de bichos de pelúcia. Já nos vídeos publicados por Xijin, a esportista está “jantando com seu técnico e amigos em um restaurante”, conforme escreveu o editor do Global Times em seu perfil. No entanto, as contas de ambos os jornalistas no Twitter são classificadas como “mídia afiliada ao governo chinês”, o que desperta dúvidas a respeito da veracidade das imagens. A Reuters disse que não conseguiu verificar a autenticidade das fotos de maneira independente. Nesta sexta-feira, a ONU pediu ao governo chinês que apresente uma prova de que Peng Shuai está viva. Confira abaixo os registros publicados.