Leopoldo López não pode pedir asilo político em embaixada, diz ministro espanhol

  • Por Jovem Pan
  • 06/05/2019 14h48
EFEOpositor está refugiado na casa de embaixador espanhol em Caracas desde 30 de abril

O ministro das Relações Exteriores interino da Espanha, Josep Borrell, disse nesta segunda-feira, 6, que o dirigente opositor venezuelano Leopoldo López não pode pedir asilo político na embaixada da Espanha em Caracas. López está refugiado desde o dia 30 de abril na casa do embaixador espanhol na capital venezuelana. Segundo Borrell, a legislação não permite que uma pessoa peça asilo político fora do território espanhol.

Borrell diz que, embora a representação diplomática seja “território espanhol para efeito de inviolabilidade territorial, não é considerada território espanhol com a finalidade de pedir asilo”.

“Houve muita confusão sobre as condições nas quais ele estava. Ficou claro que, de acordo com a nossa legislação, o asilo político só pode ser pedido quando se chega a território espanhol, e isso também vale para Leopoldo López”, explicou o ministro.

López, sua esposa, Lilian Tintori, e a filha, de 15 meses, decidiram ir para a residência do embaixador espanhol na Venezuela depois que o líder opositor foi libertado por militares enquanto cumpria pena de quase 14 anos de prisão em regime domiciliar.

Borrell ressaltou que o caso de López é “a situação de uma pessoa amparada e protegida”, o que “impõe uma série de normas lógicas de comportamento”.

*Com EFE