Mais 43 pessoas morrem pelo coronavírus na China e outros 1.220 casos são confirmados

Com os novos registros, já são 212 mortes e mais de 9 mil infecções

  • Por Jovem Pan
  • 30/01/2020 20h23 - Atualizado em 30/01/2020 21h45
EFE/Lu HongjieSegundo a OMS, coronavírus se tornou uma “emergência de saúde internacional”

Mais 43 pessoas morreram nesta quinta-feira (30) e outros 1.220 casos de coronavírus foram confirmados na província chinesa de Hubei, epicentro da epidemia. Com os novos registros, já são 213 mortes na China e 9,720 infecções. Ainda são 15,238 casos suspeitos

Nesta tarde, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, declarou que o novo coronavírus se tornou uma “emergência de saúde internacional”.

Ghebreyesus também destacou que o momento é de ação conjunta devido a outros países que já registram casos confirmados da doença.

“Nós temos agir em conjunto para impedir a propagação do vírus”, disse Tedros. O diretor-geral afirmou ainda que a OMS confia na capacidade da China para controlar o novo coronavírus. “Deixe-me ser claro. Essa declaração não é uma desconfiança da China. Pelo contrário, a OMS confia na capacidade da China de controlar o novo coronavírus. Mas a principal razão para essa declaração é devido ao que está acontecendo em outros países”, disse.

De acordo com a OMS, 19 países também confirmaram a presença do vírus entre seus cidadãos. O Ministério da Saúde informou, durante coletiva de imprensa na tarde desta quinta,que ainda trabalha com os nove casos suspeitos no Brasil. Por enquanto, nenhum desses casos foram confirmados pelos órgãos de saúde.