Medidas contra Covid-19 são testadas para Jogos Olímpicos de Tóquio

Durante o evento, deverão ser utilizados adesivos sensíveis ao calor, câmeras térmicas e termômetros infravermelhos, mas medidas de desinfecção continuam sendo uma incógnita

  • Por Jovem Pan
  • 21/10/2020 10h44
The Yomiuri Shimbun/via REUTERSDurante os testes de segurança realizados nesta semana, voluntária mostra adesivo medidor de temperatura colado em seu pulso

Nesta semana, os organizadores dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio começaram a testar as medidas de segurança para conter a propagação do novo coronavírus. O evento, que deveria acontecer em 2020, foi adiado para o período entre 23 de julho e 8 de agosto de 2021. A fim de simular como tudo deverá acontecer durante as competições esportivas, foram utilizados vinte voluntários para representar o público. Essas pessoas foram incentivadas a manter o distanciamento e submetidas a medições de temperatura de duas formas: uma com termômetros infravermelhos e outra através de um adesivo termossensível colado no pulso, que fica vermelho caso a temperatura da pele ultrapasse os 37º C.

Depois disso, os indivíduos passaram por verificações de bagagem e detectores de metal. Nesse momento, os participantes que tivessem trazido alguma bebida tiveram que dar um gole da mesma. A ideia é permitir que o público entre nos ginásios com suas próprias bebidas desde que o conteúdo seja testado com antecedência, para comprovar que não se trata de nenhuma substância nociva. Enquanto isso, os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio também estavam testando a atuação dos agentes de segurança, funcionários e voluntários. Além de estarem vestidos com máscaras e protetores faciais transparentes, eles poderão ser obrigados a medir a temperatura através de câmeras térmicas e ter sua entrada autorizada através de tecnologia de reconhecimento facial.

O objetivo dos testes realizados nessa semana é principalmente coletar dados e calcular o tempo necessário para a realização desses controles para então otimizar as medidas a serem adotadas. Um dos seguranças responsáveis pelo evento, Kozue Tanno, reconheceu que haverá “muito mais gente nos Jogos” e que eles acontecerão “em uma temporada muito mais quente” no Japão, o que deverá ser levado em consideração. O diretor executivo da divisão de segurança, Tsuyoshi Iwashita, também pontuou que as medidas que serão adotadas ainda não foram totalmente definidas e disse que os procedimentos de desinfecção, por exemplo, “ainda estão sob consideração”.

*Com informações da EFE