México concede asilo político a Evo Morales

Ex-presidente da Bolívia pediu proteção ao governo mexicano um dia após entregar o cargo

  • Por Jovem Pan
  • 11/11/2019 18h38
Peter Foley/EFEEvo Morales anunciou que entregaria o cargo neste domingo (10). Auditoria da OEA apontou fraude nas eleições gerais

O México concedeu nesta segunda-feira (11) asilo político ao agora ex-presidente Evo Morales. De acordo com o chanceler mexicano, Morales pediu proteção um dia depois de deixar o cargo sob pressão de opositores, militares e policiais. A informação é do G1.

O político boliviano anunciou a entrega do cargo no final da tarde deste domingo (10), pouco após as Forças Armadas do país pedirem por sua renúncia.

O governo mexicano pediu ao Ministério das Relações Exteriores da Bolívia que garantisse a saída do ex-presidente do país em segurança, segundo a Reuters. Não se sabe, no entanto, se Morales já deixou a Bolívia.

A renúncia do líder boliviano acontece depois da Organização dos Estados Americanos (OEA) pedir novas eleições devido a “fraudes graves” no pleito do dia 20 de outubro, que Morales venceu em primeiro turno. O político ocupava a presidência do país desde 2006.

A Bolívia vive mais de 20 dias de crise com uma forte onda de protestos que resultou em três mortos e mais de 400 detidos. Na manhã desta segunda, o país amanheceu com um vácuo de poder já que, além de Morales, renunciarem também Álvaro García Linera, vice-presidente do país, Víctor Borda, presidente da Câmara de Deputados, e Adriana Salvatierra, presidente do Senado.

Ainda nesta segunda, Morales usou sua conta no Twitter para pedir ao povo boliviano que “cuide da paz e não caia na violência de grupos que buscam destruir o estado de direito”.