Moderna afirma que sua vacina funciona contra variantes do coronavírus

Em testes clínicos, o imunizante se mostrou capaz de neutralizar as novas cepas detectadas primeiramente no Reino Unido e na África do Sul

  • Por Jovem Pan
  • 25/01/2021 14h51
EFE/Cati Cladera/ArchivoDiretor executivo da Moderna ressaltou importância de ser proativo à medida que o vírus evolui

A empresa farmacêutica Moderna anunciou nesta segunda-feira, 25, que testes clínicos realizados com a sua vacina contra a Covid-19 indicaram que o imunizante é capaz de neutralizar as variantes do Sars-Cov-2 detectadas no Reino Unido e na África do Sul. Apesar da concentração de anticorpos ter ficado seis vezes menor diante da nova cepa sul-africana, ela permanece acima dos níveis necessários para oferecer proteção contra a doença. Ainda assim, a Moderna já está desenvolvendo uma variação da vacina voltada especificamente para combater a variação da África do Sul. No caso da nova cepa britânica, não houve redução na concentração de anticorpos.

“Acreditamos que é importante ser proativo à medida que o vírus evolui. Estamos animados com os novos dados, que reforçam a nossa confiança de que a vacina contra a Covid-19 da Moderna deve proteger contra estas variantes recentemente detectadas”, disse Stéphane Bancel, diretor executivo da Moderna, em comunicado. As variantes do coronavírus analisadas pela farmacêutica são a B.1.1.7 e a B.1.351, identificadas primeiramente no Reino Unido e na África do Sul, respectivamente, e consideradas mais contagiosas do que as conhecidas até então. Porém, a empresa anunciou que também que expandirá os estudos clínicos da vacina para analisar a resposta imunológica a novas cepas do Sars-CoV-2.