Governo diz que doses da Pfizer causariam ‘frustração’ aos brasileiros

Texto menciona que, no total, seriam entregues dois milhões de doses pelo laboratório no primeiro trimestre

  • Por Jovem Pan
  • 25/01/2021 11h03
EFE/EPA/VICTORIA JONES / POOL - 09/12/20O Ministério confirma que se reuniu várias vezes com representantes da empresa

O Ministério da Saúde disse que as doses de vacina contra Covid-19 oferecidas pela Pfizer ao Brasil causariam frustração em todos os brasileiros. Em nota, a pasta rebateu uma carta do diretor executivo da farmacêutica que foi enviada ao governo em setembro do ano passado. No documento, a Pfizer afirma querer fazer todos os esforços para garantir a reserva de lotes ao país — mas que, para isso, seria preciso celeridade por causa do número limitado de doses.

O Ministério confirma que se reuniu várias vezes com representantes da empresa. Porém, segundo o governo, as doses iniciais oferecidas ao Brasil seriam mais uma conquista de marketing para a produtora da vacina. Já para o Brasil, de acordo com a pasta, causaria frustração pois teríamos, com poucas doses, escolher quem seriam os eleitos a receberem a vacina. A nota do Ministério também alegam que clausulas abusivas foram estabelecidas pelo laboratório criaram uma barreira de negociação e compra.

Entre outros exemplos, são citadas a assinatura de um termo de responsabilidade por eventuais efeitos colaterais da vacina, isentando a Pfizer de qualquer responsabilidade civil; a não penalização em caso de atraso de entrega; e renúncia à soberania de ativos no exterior como garantia de pagamento pelas doses. O texto menciona que, no total, seriam entregues dois milhões de doses pela Pfizer no primeiro trimestre.

*Com informações do repórter Levy Guimarães