NY suspende toque de recolher; reabertura começa nesta segunda

  • Por Jovem Pan
  • 07/06/2020 12h59 - Atualizado em 07/06/2020 13h02
EFE/EPA/JUSTIN LANEPara os críticos do toque de recolher, a medida só estava criminalizando protestos pacíficos e levava a confrontos desnecessários

Nova York anunciou neste domingo (7) o fim do toque de recolher imposto desde a última segunda-feira (1º), após mais um dia de protestos pacíficos massivos contra o racismo e a violência policial. “Estamos suspendendo o toque de recolher, com efeito imediato”, escreveu no Twitter o prefeito de Nova York, Bill de Blasio. “Vi o melhor de nossa cidade”, enalteceu.

De Blasio se referia a um dia em que milhares de pessoas saíram às ruas em todos os distritos da chamada ‘Big Apple’ para continuar com as mobilizações iniciadas após a morte de George Floyd, um homem negro de 46 anos sufocado por um policial branco em Minneapolis, no estado de Minnesota.

Embora alguns manifestantes tenham novamente desafiado o toque de recolher, desta vez a polícia permitiu que as marchas continuassem sem intervir. Nos dias anteriores, os agentes haviam atuado com muita força.

Segundo a imprensa local, o sábado (6) terminou com cerca de 80 prisões, depois de 40 no dia anterior, e longe das mais de 700 feitas na segunda-feira.”Continue a ser seguro. Continuem cuidando um do outro”, disse De Blasio.

Para os críticos do toque de recolher, a medida só estava criminalizando protestos pacíficos e levava a confrontos desnecessários entre a polícia e os manifestantes.

A cidade de Nova York começará a ser reaberta nesta segunda-feira (8), após a quarentena imposta pela pandemia da Covid-19, com uma primeira fase em que a construção civil, a indústria e o varejo voltarão para a coleta de pedidos nas lojas. As autoridades preveem que cerca de 400 mil trabalhadores poderão retornar aos seus empregos.

*Com informações da EFE