Obama critica ‘falta de urgência’ nos planos ambientais da Rússia e da China

Durante discurso na COP26, ex-presidente dos Estados Unidos criticou postura dos países, dizendo que ficou decepcionado com o comportamento das nações

  • Por Jovem Pan
  • 08/11/2021 16h35
EFEEx-presidente dos EUA discursou na COP26 nesta segunda-feira, 8

O ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama criticou nesta segunda-feira, 8, na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26), China e Rússia, dois dos maiores emissores de carbono, destacando a “perigosa falta de urgência” em seus planos ambientais. “Devo confessar que foi particularmente decepcionante ver os líderes de dois dos maiores emissores do mundo, China e Rússia, se recusarem a sequer assistir às negociações. E os seus planos nacionais até agora parecem refletir uma perigosa falta de urgência”, disse o ex-mandatário em discurso na COP26. Obama pediu para que “economias avançadas como os EUA e a União Europeia” liderem a luta, mas que deveriam contar com a ajuda de China e Índia, além de Rússia, Indonésia, África do Sul e Brasil. De acordo com o americano, a maioria dos países “não estão sendo tão ambiciosos quanto deveriam” nos seus objetivos climáticos.

*Com informações da EFE