OMS espera que Trump tenha mais empatia com vítimas da Covid-19 após testar positivo para doença

Maria Neira disse que “parece um pouco irônico” que o presidente norte-americano tenha sido infectado

  • Por Jovem Pan
  • 02/10/2020 09h35
Tasos Katopodis/EFEDonald Trump e sua esposa, Melania, testaram positivo para o coronavírus nesta quinta-feira

A diretora de Saúde Pública e Meio Ambiente da Organização Mundial da Saúde (OMS), Maria Neira, destacou a “ironia” do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter testado positivo para a Covid-19. Em pronunciamento nesta sexta-feira, 2, a executiva afirmou esperar que esta circunstância faça o presidente norte-americano ter mais empatia com as vítimas da doença e com as consequências da pandemia. A afirmação de Neira aconteceu em debate organizado pela entidade New Economy Forum, em Madri, após ser questionada se ela acreditava em uma mudança de abordagem de Trump para a pandemia após ele e sua esposa, Melania, testarem positivo para o novo coronavírus.

A representante da OMS disse não estar feliz com o fato de Trump ter sido infectado, “mas parece um pouco irônico que ele tenha sido”, ao mesmo tempo em que lhe deseja uma rápida recuperação. “Provavelmente, em um nível mais humano e pessoal, a parte da empatia pelos pacientes ou pelo modo como o processo é seguido certamente os afetará, principalmente se seu ambiente também estiver infectado”, disse. No plano político, Maria Neira assegurou que a gestão de Trump da pandemia teve “muitas reviravoltas e alguns golpes de efeito”, como o anúncio da saída dos Estados Unidos da OMS, algo “tremendamente triste”, destacou. Uma decisão, segundo Neira, que a OMS não deseja contemplar, por isso está confiante de os EUA permaneçam entre os 193 países que fazem parte dessa organização. “E podemos continuar contando com eles como contamos agora”, argumentou. Ela insistiu que Washington tem um papel muito importante a desempenhar na arquitetura de saúde pública global que a OMS deseja implementar.

*Com Agência EFE