ONU lança campanha para arrecadar quase R$ 1 bilhão e ajudar Haiti

País da América Central foi atingido por terremoto no último dia 14 e cerca de 800 mil pessoas foram afetadas pelos tremores

  • Por Jovem Pan
  • 25/08/2021 15h14 - Atualizado em 25/08/2021 16h56
EFE/Ralph Tedy ErolMais de 2 mil pessoas morreram após terremoto atingir Haiti

A Organização das Nações Unidas (ONU) anunciou nesta quarta-feira, 25, uma campanha para arrecadar US$ 187 milhões (equivalente a R$ 982 milhões) para oferecer ajuda emergencial ao Haiti, atingido por um terremoto que deixou mais de dois mil mortos no dia 14 de agosto. Os recursos devem ser voltados para obras de saneamento e auxílios de saúde, alimento, proteção e atendimento de pessoas desalojadas após o terremoto. Dados internacionais estimam que 800 mil pessoas tenham sido afetadas pelos tremores e mais de 12 mil tenham ficado feridas. Em comunicado, o coordenador residente e humanitário da ONU, Bruno Lemarquis, afirmou que “o Haiti e o seu povo precisam, mais do que nunca, da solidariedade de todo o mundo, diante de múltiplas crises ao mesmo tempo”.

“Como parte desta resposta, avançando para a recuperação e levando em conta as lições do terremoto de 2010, será absolutamente essencial manter e apoiar a liderança nacional e os esforços de coordenação”, disse. O tremor de 7,2 graus na escala Richter pôde ser sentido em toda a península sul do Haiti e danificou mais de 77 mil edifícios, entre casas, hospitais, escolas e até mesmo igrejas. A região de Les Cayes, com maior número de habitantes no país, foi a mais atingida pela tragédia. A estimativa é de que 40% da população das regiões afetadas precisem de ajuda urgente para necessidades básicas do dia a dia.