Papa demonstra preocupação com protestos na Colômbia: ‘Muitas mortes e ferimentos’

As mobilizações sociais, que continuaram neste fim de semana, começaram em 28 de abril exigindo a queda da reforma tributária e já deixaram pelo menos 27 mortos pelo país

  • Por Jovem Pan
  • 09/05/2021 15h56
Imagem: Reprodução/Vatican NewsPapa Francisco diz estar preocupado com a situação na Colômbia

O papa Francisco demonstrou extrema preocupação neste domingo, 9, com os protestos populares na Colômbia, que já deixaram pelo menos 27 mortos em onze dias. Ao final da oração do Angelus, na Praça de São Pedro, o pontífice falou sobre as manifestações pela primeira vez. “Manifesto minha preocupação pelas tensões e confrontos violentos na Colômbia, que causaram muitas mortes e ferimentos”, declarou o líder religioso, que saudou as várias dezenas de colombianos que compareceram à Praça de São Pedro com a bandeira de seu país.

As mobilizações sociais, que continuaram neste fim de semana, começaram em 28 de abril exigindo a queda da reforma tributária, que foi retirada há uma semana, e agora abriram o leque para muitas outras demandas, que incluem a queda do governo do presidente Iván Duque e o fim da brutalidade policial. Pelo menos 27 pessoas morreram durante os protestos, disseram na última sexta-feira a Procuradoria Geral e a Defensoria do povo em comunicado conjunto. Segundo elas, das vítimas, 11 estão diretamente ligadas aos confrontos, sete estão sob investigação e nove não tê relação direta com os protestos. Entretanto, a ONG Temblores documentou 37 óbitos, 1.708 casos de uso abusivo da força pela polícia, pelo menos 26 vítimas de agressão ocular, 234 casos de violência física e 934 detenções arbitrárias contra manifestantes, assim como 11 casos de violência sexual.