Papa Francisco pede que guerra na Ucrânia não seja esquecida pela sociedade

Pontífice criticou a violência e pediu que as pessoas ‘lutem pela paz’

  • Por Jovem Pan
  • 12/06/2022 13h42
Vincenzo PINTO / AFP papa francisco nomeia dois brasileiros Papa Francisco afirmou que deseja se encontrar com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, para pedir que pare a guerra

O papa Francisco apelou neste domingo, 12, às sociedades que não esqueçam a guerra na Ucrânia enquanto o conflito se arrasta e pediu que lutem pela paz. “Sempre mantenho vivo em meu coração o pensamento pela população ucraniana afetada pela guerra. Que o passar do tempo não esfrie nossa dor e preocupação com o povo martirizado”, disse Francisco, após a oração do Angelus. “Por favor, não nos acostumemos com esta trágica realidade, vamos mantê-la sempre em nossos corações. Vamos lutar e rezar pela paz”, completou o pontífice.

Em seu discurso, o papa Francisco condenou a violência em várias ocasiões e pediu paz para países como a Ucrânia, onde disse estar disposto a ir após o convite do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky. Apesar disso, mais tarde, o Papa voltou atrás, em entrevista ao jornal argentino “La Nación”, afirmando que não viajaria à Ucrânia porque ele se perguntou “qual seria o sentido se a guerra continuasse no dia seguinte?”. Já ao jornal italiano “Corriere della Sera”, o Papa disse que pediu para viajar a Moscou, onde deseja se encontrar com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, para pedir que pare a guerra na Ucrânia.

*Com informações da EFE