Pedro Castillo toma posse como presidente do Peru e diz que fará um ‘governo do povo’

Cerimônia que empossou professor de esquerda contou com presença de líderes latinos e até mesmo do rei da Espanha, Felipe VI

  • Por Jovem Pan
  • 28/07/2021 14h45 - Atualizado em 28/07/2021 19h10
REUTERS/Angela Ponce Castillo tomou posse nesta quarta-feira

Após uma série de brigas judiciais por parte da oposição contra a sua eleição, o professor Pedro Castillo assumiu nesta quarta-feira, 28, a presidência do Peru. A cerimônia de posse contou com uma série de líderes de outros países: Alberto Fernández, da Argentina; Luis Arce, da Bolívia; Iván Duque, da Colômbia e Sebastián Piñera, do Chile, foram alguns deles. O representante do Brasil foi o vice-presidente Hamilton Mourão e o presidente Jair Bolsonaro foi o único líder de um país que faz fronteira com o Peru a enviar um emissário e não ir pessoalmente. Castillo, símbolo da esquerda do país e membro do partido Peru Livre, derrotou a política de direita Keiko Fujimori, do partido Força Popular, por 0,12% dos votos.

Em seu primeiro discurso à nação como presidente, ele reforçou o tom popular de toda a sua campanha, que tinha como lema melhorar a vida dos mais pobres no país latino. “Desta vez, teremos um governo do povo que chegou para governar com o povo e para o povo. É a primeira vez que nosso país será governado por um camponês. Uma pessoa que pertence, como muitos outros peruanos, a um setor oprimido por tantos séculos. Também é a primeira vez que um partido político formado no interior do país ganha as eleições democraticamente. Mais precisamente um professor da área rural eleito para ser presidente constitucional da república. É difícil expressar a grande honra que este momento significa para mim”, afirmou.

No dia 20, o presidente Jair Bolsonaro cumprimentou Castillo pela eleição. “Reafirmo a disposição do governo brasileiro em trabalhar com as autoridades peruanas para reforçar os laços de amizade e cooperação entre nossas nações”, declarou na ocasião. Os Estados Unidos e a Espanha também foram alguns dos países que deram felicitações ao novo eleito. O rei Felipe VI é um dos que viajou até o país latino para a posse. Nesta segunda-feira, 26, o vice-presidente anunciou que viajou para o país vizinho em um avião da Força Aérea brasileira para a posse. “Levamos ao país amigo nossos votos de felicidades. Que prossigamos na amizade e cooperação que sempre uniu o Brasil e o Peru”, disse.