Primeira-ministra da Nova Zelândia comemora vitória em eleições no país

Apuração parcial das urnas mostra que primeira-ministra da Nova Zelândia terá direito de governar com maioria absoluta do parlamento

  • Por Jovem Pan
  • 17/10/2020 11h53
EFEPrimeira-ministra comemorou maioria aliada eleita neste sábado

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, integrante do Partido Trabalhista, comemorou neste sábado, 17, a vitória nas eleições realizadas ao longo do dia, em que, provavelmente obterá o direito de governar com maioria absoluta do Parlamento. “A Nova Zelândia demonstrou o maior apoio ao Partido Trabalhista em pelo menos 50 anos”, disse a política de 40 anos, em discurso de celebração pelo resultado, realizado em Auckland, ato que iniciou com palavras no idioma maori.

Ardern, que recebeu muitos elogios dentro e fora do país pela gestão da crise da Covid-19, falou sobre a primeira missão, que está ligada ao período de pós-pandemia da doença provocada pelo novo coronavírus. “Nos próximos três anos, há muito a ser feito. Vamos nos reerguer da crise da Covid-19, melhores, mais fortes e com as respostas para o que a Nova Zelândia enfrenta”, disse a premiê. Com mais de 90% dos votos apurados, o Partido Trabalhista tinha 49% dos votos, o que representaria 64 das 120 cadeiras do Parlamento. O Partido Nacional, de oposição a Ardern, obteve 27%, o que renderia 35 representantes.

Com a confirmação do resultado, a legenda da chefe de governo atual seria a primeira a governar sem precisar de alianças desde a reforma eleitoral de 1996, feita para conseguir uma maior participação dos partidos minoritários. Pouco antes do discurso de Ardern, a líder do Partido Nacional, Judith Collins, reconheceu a vitória da primeira-ministra, e parabenizou a oponente, pelos números que classificou como “excepcionais”.

*Com a Agência EFE