Protestos contra o governo deixam 319 mortos e 15 mil feridos no Iraque

  • Por Jovem Pan
  • 11/11/2019 12h04
EFEAltas taxas de desemprego e corrupção são alguns dos motivos dos protestos

A Comissão de Direitos Humanos do Iraque afirmou, nesta segunda-feira (11), que os protestos antigoverno – que já duram um mês no país – deixaram 319 pessoas mortas e cerca de 15 mil feridas.

Só no último sábado (9), pelo menos 4 pessoas morreram quando forças de segurança entraram em conflito com manifestantes perto de pontes que levam a um distrito da capital, que abriga edifícios governamentais e embaixadas estrangeiras.

Protestos

Pessoas frustradas com altos índices de desemprego e corrupção começaram a tomar as ruas no início de outubro na capital Bagdá e em cidades nas regiões central e sul do país.

O governo do Iraque diz que vai responder às demandas dos manifestantes por meio da condução de reformas políticas, mas ainda não está claro em que consistem esses planos, já que os partidos políticos permanecem em desacordo sobre os laços do país com o vizinho Irã.

*Com informações da Agência EFE