Relatório confidencial dos EUA diz que Covid-19 não foi desenvolvida como arma biológica

Agências afirmaram, também, que as autoridades chinesas não tinham conhecimento prévio do coronavírus; documento mais longo foi apresentado ao presidente Joe Biden

  • Por Jovem Pan
  • 28/08/2021 14h36
REUTERS/Phil Noble/03.08.2020Avaliação foi feita por quatro agências, que afirmaram que o Sars-Cov-2 alcançou humanos por meio de animais infectados

Um relatório confidencial divulgado nesta sexta-feira, 27, indicou que as agências de inteligência dos Estados Unidos não foram capazes de determinar conclusivamente como a pandemia da Covid-19 surgiu. No entanto, chegaram a dois consensos, de que o coronavírus não foi desenvolvido como arma biológica e de que as autoridades chinesas não tinham conhecimento prévio da doença. A avaliação foi feita por quatro agências, que afirmaram que o Sars-Cov-2 alcançou humanos por meio de animais infectados. Uma delas disse, com confiança moderada, que o vírus foi resultado de um acidente de laboratório. O relatório confidencial mais longo foi apresentado ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, na última terça-feira, 24. Ontem, o democrata disse que “há informação crucial” sobre as origens da pandemia da Covid-19 na China, mas autoridades do país asiático têm impedido investigadores internacionais de acessá-la.

* Com informações do Estadão Conteúdo