Rússia envia dois aviões a Cuba com ajuda humanitária para a luta contra a Covid-19

Mais de 1 milhão de máscaras chegaram à ilha caribenha para que os cubanos enfrentem a pandemia em meio a uma alta de casos e mortes

  • Por Jovem Pan
  • 24/07/2021 15h50
EFE/ Ernesto MastrascusaCuba registra 316.383 casos e 2.203 óbitos, por Covid-19

Chegaram neste sábado, 24, em Havana dois aviões vindo da Rússia com 88 toneladas de ajuda humanitária para que a ilha caribenha possa implementar políticas públicas contra a Covid-19. Foram enviados alimentos e equipamentos de proteção individual. Entre os itens, estavam mais de 1 milhão de máscaras. O país da América Central registra um aumento preocupante no número de casos e mortes pelo coronavírus. Desde o início da pandemia, foram registrados 316.383 casos e 2.203 óbitos, segundo os últimos dados divulgados pelo governo cubano, na última sexta-feira.

Enquanto a Rússia tenta auxiliar o país aliado, os Estados Unidos anunciaram punições por meio do Departamento do Tesouro em um comunicado que responsabilizou as autoridades pela repressão das manifestações do último dia 11. López-Miera é um homem de confiança do ex-presidente Raúl Castro, que também serviu durante décadas como ministro das FAR. As sanções bloqueiam qualquer bem financeiro que López-Miera ou integrantes da unidade de elite possam ter sob a jurisdição do país norte-americano e proíbem as pessoas que vivem nos EUA de ter qualquer relação com eles.

  • Tags: