Sem distanciamento ou uso de máscara, Wuhan realiza formatura para mais de 11 mil alunos

Considerada o primeiro epicentro da Covid-19, a cidade chinesa chegou a ficar 76 dias em confinamento no ano passado para conter os avanços do coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 15/06/2021 12h05 - Atualizado em 15/06/2021 12h09
ReutersFormandos sentaram enfileirados para acompanhar o evento, sem a necessidade ou obrigatoriedade de distanciamento social ou do uso de máscara de proteção

A cidade de Wuhan, na China, considerada o primeiro epicentro da Covid-19 e responsável pelo primeiro diagnóstico da doença no mundo, realizou uma cerimônia de formatura para mais 11 mil estudantes no último domingo, 13. Usam becas azuis, pretas e vermelhas, os formandos sentaram enfileirados para acompanhar o evento, sem a necessidade ou obrigatoriedade de distanciamento social ou do uso de máscara de proteção. Faixas e decorações parabenizavam os alunos pela formatura e desejavam aos presentes “um ótimo futuro”. Segundo a Agence France-Presse, mais de 2.200 dos 11 mil estudantes presentes eram formando que não puderam comparecer à cerimônia do ano passado pelas restrições de combate à pandemia. Em 2020, a cidade de Wuhan chegou a ficar 76 dias em confinamento total ara conter os avanços do coronavírus. Desde então, os moradores do município vivem etapas de flexibilização da quarentena. Segundo monitoramento da Universidade Johns Hopkins, até o momento, a China registra 103.403 casos da Covid-19 e 4.846 mortes pela doença.