Síria diz que oito soldados foram mortos após ataque de Israel

Forças de Defesa israelense atacaram posições do Exército sírio em represália aos disparos de foguetes

  • Por Jovem Pan
  • 25/10/2023 06h39 - Atualizado em 25/10/2023 06h41
EFE/EPA/ATEF SAFADI Foguete na Síria Soldados israelenses se reúnem em alerta depois que um foguete lançado da Síria pousou nas proximidades

A Síria confirmou nesta quarta-feira, 25, que oito soldados foram mortos após as Forças de Defesa de Israel (IDF) atacarem, nesta madrugada, posições do Exército sírio em represália aos disparos de foguetes lançados do país árabe ao território israelense. “Em resposta aos disparos de foguetes da Síria contra Israel ontem, os caças das Forças de Defesa da Israel atacaram a infraestrutura militar e os lançadores de morteiros pertencentes ao Exército sírio”, informou a IDF em sua conta no X (antigo Twitter). Ao menos dois projéteis foram disparados na terça-feira a partir da província de Deraa, no sul da Síria, em direção a Israel, que respondeu com fogo de artilharia, no terceiro incidente desse tipo desde o início da guerra de Gaza. “Foram identificados dois lançamentos a partir da Síria em território israelense, que caíram em áreas abertas. As Forças de Defesa de Israel responderam com fogo de artilharia contra as fontes do lançamento”, disse o exército israelense. A ONG Observatório Sírio para os Direitos Humanos informou que o lançamento foi feito da região de Deraa e atribuiu a ação a “combatentes leais” ao grupo xiita libanês Hezbollah. Tanto o Hezbollah quanto outros grupos armados apoiados pelo Irã estão presentes no território sírio e são aliados do governo do presidente Bashar al-Assad. Israel considera sua presença contínua no país vizinho uma ameaça a sua segurança.

*Com informações da EFE.

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.