Sobe para 29 o número de mortos em acidente aéreo no Congo

  • Por Jovem Pan
  • 25/11/2019 11h14
Divulgação/Busy Bee Primeiras investigações apontam para uma falha técnica

Subiu para 29 o número de mortos no no acidente aéreo ocorrido no domingo (24) na cidade de Goma, no nordeste da República Democrática do Congo (RDC), quando um avião caiu em cima de uma casa. Entre os mortos, 19 eram passageiros da aeronave e os outros dez estavam dentro da residência.

De acordo com a vice-governadora da província de Kivu do Norte – à qual Goma pertence – Marie Lumo Kahombo, além dos 17 passageiros e dois tripulantes que viajam na aeronave, sete membros da mesma família e outras três pessoas de uma casa vizinha também teriam morrido. “Havia (além disso) um sobrevivente entre as vítimas”, disse.

Entre os mortos está a ativista Albertine Mambo Zawadi, coordenadora da ONG congolesa Sofepadi, que luta pela defesa dos direitos das mulheres no Congo e oferece tratamento holístico às mulheres agredidas e estupradas.

O avião, modelo Dornier 228-100 e de propriedade da companhia Busy Bee, fazia a rota entre entre Beni e Butembo, a cerca de 350 quilômetros de Goma, quando, dois minutos após a decolagem, caiu no bairro de Birere. As primeiras investigações apontam para uma falha técnica, mas as causas exatas do que poderia ter causado o acidente ainda não são claras e o governo congolês continua estudando o caso.

Os acidentes aéreos são bastante frequentes na República Democrática do Congo devido a normas de segurança pouco rigorosas e manutenção deficiente.

*Com informações da Agência EFE