Taxa de contágio sobe, e Alemanha alerta para sensação de ‘falsa segurança’

  • Por Jovem Pan
  • 28/04/2020 13h27 - Atualizado em 28/04/2020 13h31
Andreas Gora/EFEAngela Merkel é a chanceler da Alemanha

As autoridades de saúde da Alemanha alertaram nesta terça-feira que a taxa de contágio da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, subiu para 1% e pediram que a população continue respeitando as restrições e medidas de distanciamento.

“Este é um apelo para que todos nós mantenhamos o que alcançamos, todos estamos comparativamente bem juntos”, disse Lothar Wieler, presidente do Instituto Robert Koch (RKI), centro de epidemiologia do governo do país.

A taxa de 1% indica que cada pessoa afetada pela Covid-19 infecta outra pessoa, em exemplo usado pela chanceler Angela Merkel ao explicar de maneira didática, há alguns dias, os objetivos da estratégia contra a pandemia.

Na opinião de Wieler, os alemães devem defender em conjunto os êxito das medidas, para que os contágios não se manifestem. “Não queremos que o sistema de saúde entre em colapso ou que mais pessoas morram de Covid-19”, acrescentou, alertando para a sensação de “falsa segurança” na população.

Wieler observou que o fator básico de contágio aumentou três décimos de ponto percentual nas últimas duas semanas, em relação aos 0,7% anunciados no último dia 17 – no início da pandemia na Alemanha o índice atingido foi de 3%.

Esse é um dos indicadores que o governo alemão está analisando a fim de flexibilizar ainda mais as restrições, uma vez que, como a pandemia tem um comportamento exponencial, uma variação mínima desse número tem um impacto muito importante no número de pessoas infectadas.

Segundo estimativas do executivo alemão, uma taxa de 1,3% pode significar que o sistema nacional de saúde atingirá o ponto de saturação em junho.

“O número deve permanecer abaixo de 1%. Quanto menor, mais margem teremos”, argumentou Wieler, acrescentando que o conjunto de medidas – do distanciamento à higiene por meio da máscara – teve efeito.

Até agora, a Alemanha registrou 156.337 infectados (1.144 nas últimas horas) e um total de 5.913 mortes. A taxa de letalidade é de 3,8%, relativamente menor do que em outros países.

*Com informações da Agência EFE