Trump diz que resultados em busca por seu nome são ‘perigosos’ e ataca Google

  • Por Estadão Conteúdo
  • 28/08/2018 07h53
EFE/Michael ReynoldsDe acordo com Trump, notícias da rede CNN, bastante atacada por ele, predominam nessa pesquisa, enquanto notícias de fontes republicanas, conservadoras e "justas" não aparecem

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, usou sua conta no Twitter nesta terça-feira (28) para reclamar dos resultados que aparecem no Google no caso de uma pesquisa realizada com os termos “notícias Trump” em ferramentas de busca pela internet, citando especificamente o Google. Segundo ele, os resultados são apenas reportagens da “imprensa da notícia falsa”. “Em outras palavras, eles têm isso MANIPULADO, para mim e para outros, de modo que quase todas as histórias e notícias sejam RUINS.”

De acordo com Trump, notícias da rede CNN, bastante atacada por ele, predominam nessa pesquisa, enquanto notícias de fontes republicanas, conservadoras e “justas” não aparecem. “Ilegal?”, questionou ele. O presidente afirmou ainda que 96% do que aparece nessa pesquisa é oriundo da imprensa nacional americana “esquerdista”, o que é “muito perigoso”. “O Google e outros suprimem vozes de conservadores e escondem informações e notícias que são boas. Eles estão controlando o que podemos e não podemos ver”, argumentou. “Essa é uma situação muito séria e lidaremos com ela!”, disse, sem dar detalhes sobre como isso poderia ser feito.