Trump diz ter obrigação de nomear sucessor para vaga de Ruth Bader Ginsburg

Ao comentar a morte de RBG, o líder norte-americano afirmou que ela foi “uma titã da lei”; no Twitter, ele escreveu: ‘Temos a obrigação de fazer isso, sem atraso’

  • Por Jovem Pan
  • 19/09/2020 12h35
Chris Kleponis/EFEDonald Trump é o atual presidente dos Estados Unidos

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, indicou neste sábado, 19, que deve nomear um sucessor para a cadeira da juíza Ruth Bader Ginsburg na Suprema Corte americana. A magistrada morreu nesta sexta, aos 87 anos, vítima de complicações de um câncer no pâncreas. “Temos a obrigação de fazer isso, sem atraso”, escreveu, em publicação no Twitter endereçada ao Partido Republicano. Ao comentar a morte de RBG, o líder norte-americano afirmou que ela foi “uma titã da lei”, expressou luto e ofereceu orações aos familiares.

Trump ressaltou que a legenda foi colocada em “uma posição de poder” para tomar decisões para o povo americano. “A mais importante delas há muito tempo tem sido considerada a seleção de juízes da Suprema Corte dos EUA”, argumentou. Os esforços do partido governista para decidir sobre a sucessão de Ginsburg têm sido criticados pela oposição. Em 2016, o líder republicano no Senado, Mitch McConnell, impediu o então presidente Barack Obama de preencher uma vaga na corte sob o argumento de que aquele era um ano eleitoral e, portanto, seria mais prudente aguardar o pleito. Para os democratas, a norma deve ser seguida como há quatro anos. Antes de morrer, a próprio Ginsburg deixou um recado por escrito: “o meu mais fervoroso desejo é de que eu não seja substituída até que um novo presidente tome posse.”

*Com informações do Estadão Conteúdo