Ucrânia convida Brasil para ‘Cúpula pela paz’ promovida por Zelensky

Chefe de gabinete do presidente ucraniano afirmou que eles estão ‘muito interessados na participação brasileira’ e estão pontos para conversar

  • Por Jovem Pan
  • 14/06/2023 13h51 - Atualizado em 14/06/2023 13h53
Genya SAVILOV / AFP zelensky entrevista coletiva 'Cúpula pela paz' deverá acontecer em julho

Andrii Yermak, chefe do gabinete de Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, confirmou nesta quarta-feira, 14, o convite da Ucrânia para que o Brasil participe da ‘Cúpula pela Paz’ promovida pelo chefe de Estado ucraniano – o evento tem previsão de acontecer em julho. “Estamos muito interessados na participação do Brasil nessa cúpula e estamos prontos para conversar e, para nós, é muito importante ouvir sua opinião”, disse Yermak sobre a conversa, em comunicado divulgado hoje pelo gabinete presidencial ucraniano. Em seu Twitter, o chefe de gabinete, informou que na ligação com Celso Amorim, assessor especial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ele falou sobre a “preparação para a Cúpula da Paz Global, na qual a Ucrânia busca envolver a comunidade global para implementar a fórmula de paz do Presidente Zelensky”. Ele também ressaltou que a “experiência do Brasil em proteção ambiental é extremamente valiosa” para a Ucrânia. Kiev trabalha para conseguir – até o momento já há 10 proposta para dar fim a guerra na Ucrânia que se encaminha para o segundo ano.

Um dos principais pontos de desejo da Ucrânia é que a Rússia se retire completamente do seu território, o que, para algumas nações, como o Brasil, é uma condição inviável, e defendem um diálogo prévio que contemple uma possível concessão de territórios por parte de Kiev. O documento ucraniano inclui prioridades como proteção ambiental, segurança nuclear, o retorno de ucranianos em cativeiro russo e a segurança alimentar ameaçada pela invasão militar russa. No início de maio, Celso Amorim esteve na Ucrânia e se reuniu com vice-chanceler de Relações Exteriores, Andrei Melnik, que agradeceu ao Brasil pelo apoio nos fóruns internacionais e pelo envio de ajuda humanitária. Na ocasião, Zelenksy discutiu a possibilidade da realização da Cúpula Ucrânia-América Latina. “Encontrei com o assessor especial de relações internacionais do presidente do Brasil, Celso Amorim. Enfatizamos que o único plano possível capaz de parar a agressão da Rússia na Ucrânia é a Fórmula de Paz Ucraniana”, tuitou o líder após o encontro. Zelensky tem dado especial ênfase à união de esforços para obter resultados nestes campos com países da África, Ásia e América Latina que optaram pela equidistância nesta guerra e mantêm boas relações com a Rússia.

 

*Com informações da EFE

 

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.