Na Paulista, morre outro morador de rua após madrugada fria

  • Por Estadão Conteúdo
  • 12/06/2016 16h02
14-08-2014 - Devido ao intenso frio, pessoas caminham bem agasalhadas na Avenida Paulista nessa tarde de quinta feira. Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicasfrio São Paulo

Na madrugada em que São Paulo teve a segunda menor temperatura de 2016, mais um morador de rua morreu, desta vez na calçada da Avenida Paulista, na região central. Na sexta-feira, 10, um homem que dormia na rampa de acesso à Estação Belém do metrô, na zona leste, também morreu possivelmente por causa da baixa temperatura.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), o corpo de Adilson Roberto Justino foi achado na Avenida Paulista por volta das 4 horas deste domingo, 12, sem sinais de violência física. Segundo uma testemunha, Justino morreu após apresentar convulsões.

O local passou por perícia e o cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML). Na madrugada deste domingo, a capital teve mínima de 6,1ºC, afirmou o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O índice é o segundo menor de 2016, menor apenas do que os 5,5ºC registrados na sexta-feira, 10.