Após reunião com Bolsonaro, Zema diz que alianças estão em ‘momento de definição’

Atual governador de Minas Gerais, o político do partido Novo deverá enfrentar o ex-prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, na disputa pelo comando do governo mineiro

  • Por Jovem Pan
  • 04/07/2022 17h33
Pedro Gontijo/Governo de MG/03.03.2021 Homem branco de camisa azul clara, cabelos grisalhos e óculos com armação preta usa microfone para falar sentado atrás de uma mesa de madeira. Ele está diante de um fundo branco estampado com um triângulo vermelho e os dizeres 'minas gerais'. À frente dele, sobre a mesa marrom, há uma placa com os dizeres Romeu Zema se encontrou com o presidente Bolsonaro nesta segunda-feira, 4

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), visitou o presidente Jair Bolsonaro (PL) no Palácio do Planalto nesta segunda-feira, 4, e afirmou aos jornalistas presentes que as alianças para as eleições ao comando do Estado mineiro estão ‘em um momento de definições’. “Nós estamos em um momento de definições. Da mesma maneira que tudo, geralmente, na área política, costuma ficar para a última hora, como aconteceu com as filiações partidárias, nós estamos levando adiante com a maior agilidade dentro do possível. Mas ainda há definições a serem tomadas até a data limite”, alegou.

Após sua saída do Planalto, um dos cotados para compor a chapa com Zema  que deve disputar o pleito contra o ex-prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD) -, o deputado federal Marcelo Aro (PP-MG), chegou para conversas com o presidente. A expectativa é de que o partido de Bolsonaro, o PL, consiga costurar uma aliança com o atual governador e pré-candidato à reeleição. Atualmente, Minas Gerais é o segundo maior colégio eleitoral do país e costuma indicar quem será o próximo presidente do Brasil. Desde a redemocratização, todos os presidentes que venceram no estado de Minas Gerais, saíram vitoriosos na disputa ao Planalto.