Arthur Maia é eleito presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara

Governo preferia Major Vitor Hugo para substituir Bia Kicis no cargo, mas não consegue emplacar o nome

  • Por Jovem Pan
  • 27/04/2022 20h49
Gustavo Sales/Câmara dos Deputados O deputado federal Arthur Maia durante sessão na Câmara Arthur Maia ficou com o cargo graças a acordo herdado pelo União Brasil

O deputado Arthur Maia (União Brasil-BA) foi eleito nesta quarta, 27, como o novo presidente da Comissão da Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. O parlamentar baiano substituirá Bia Kicis (PL-DF) na CCJ, que é uma das comissões mais importantes da casa, por analisar a constitucionalidade dos projetos de lei e propostas de emenda à Constituição que passam na casa Como a prerrogativa de definir a pauta cabe ao presidente da comissão, ter um aliado no cargo pode ajudar a acelerar ou impedir a tramitação de uma matéria. O governo desejava que a presidência fosse ocupada por Major Vitor Hugo (PL-GO), aliado do presidente Jair Bolsonaro (PL) assim como Kicis, mas acabou derrotado neste pleito. O deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), condenado pelo STF e perdoado por Bolsonaro na semana passada, foi um dos eleitos para participar da comissão.

O nome de Vitor Hugo deixou de ser aprovado após ele sair do União, partido formado a partir da fusão entre DEM e PSL. O PSL tinha um acordo para continuar na presidência da CCJ, feito quando Arthur Lira (PL-AL) foi eleito presidente da Câmara, por isso, quando a fusão foi celebrada, o entendimento foi de que o União deveria “herdar” a vaga. Após ser oficializado no cargo, Maia prometeu equilíbrio nas pautas. “Temos que apreciar todas as matérias, independentemente de serem matérias propostas por aqueles que têm uma opinião mais liberal ou daqueles que têm uma posição mais social na sua prática política”, afirmou.“Vamos fazer deste um ano grandioso. Todos os temas necessários serão debatidos com altivez, apesar de este ser um ano eleitoral”, afirmou. Foram eleitos para a primeira, segunda e terceira vice-presidências, respectivamente, os deputados Darci de Matos (PSD-SC), João Campos (Republicanos-GO) e General Peternelli (União-SP).