‘Brasil está quebrado, não consigo fazer nada’, diz Bolsonaro a apoiadores

Em conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada nesta terça-feira, Bolsonaro disse que mídia tem ‘interesses escusos’ de tirá-lo do poder

  • Por Jovem Pan
  • 05/01/2021 13h33
EDU ANDRADE/FATOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 16/12/2020Presidente falou com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada

Em conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada nesta terça-feira, 5, o presidente Jair Bolsonaro lamentou a condição atual da economia brasileira e creditou à imprensa à pandemia a responsabilidade do que acontece no país. Ao ser abordado por um idoso, que fez um pedido para que ele lembrasse de uma cidade brasileira, Bolsonaro respondeu. “Chefe, o Brasil está quebrado, eu não consigo fazer nada. Eu queria mexer na tabela do imposto de renda, teve esse vírus, potencializado por essa mídia sem caráter que nós temos. É um trabalho incessante de tentar desgastar para retirar a gente daqui para voltar alguém para atender os interesses escusos da mídia”, afirmou, garantindo que ele vai “ter que ser aguentado” no governo até o final de 2022.

Além de falar sobre economia, Bolsonaro também tirou selfies e abraçou apoiadores, boa parte deles mais velhos e sem máscara. A conversa do presidente durou pouco menos de cinco minutos. A última tentativa de mexer na tabela do imposto de renda por parte do presidente ocorreu em dezembro de 2019, quando ele tentou ampliar a isenção do IR para os trabalhadores que ganham até R$ 3 mil e afirmou que achava ideal que essa isenção valesse para todos aqueles que ganhassem até R$ 5 mil. Na ocasião, a proposta não seguiu adiante. Atualmente, o imposto é isento para aqueles que recebem até R$ 1,9 mil. Até o momento, segundo dados oficiais do Ministério da Saúde, o Brasil tem 7,7 milhões de casos confirmados e 196 mil óbitos pela doença.