Capitais registram manifestações contra o governo Bolsonaro; veja imagens

Manifestantes reivindicam o impeachment do presidente, mais vacinas contra a Covid-19 e a volta do auxílio emergencial no valor de R$ 600

  • Por Jovem Pan
  • 19/06/2021 14h18 - Atualizado em 19/06/2021 21h42
Imagem: JOAO GABRIEL ALVES/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDOA passeata prosseguiu pela Avenida Presidente Vargas no Rio de Janeiro

Neste sábado, 19, manifestantes tomaram as ruas do Brasil para protestar contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Os protestos pacíficos foram registrados em todos os estados do país. Apesar disso, os atos não aconteceram em todas as capitais porque Florianópolis, a única a não contabilizar, cancelou a manifestação devido à chuva. Além de pedir o impeachment do chefe do Executivo, o grupo também reivindicou mais vacinas contra a Covid-19 e a volta do auxílio emergencial no valor de R$ 600.

Confira imagens das manifestações neste sábado, 19:

Acre, Rio Branco
Em Rio Branco, os manifestantes partiram da Gameleira em direção ao Palácio Rio Branco.

Alagoas, Maceió
Em Maceió, o protesto se concentrou na Praça do Centenário e depois seguiu caminhada pela Avenida Fernandes Lima, fechando uma faixa de uma das vias mais importantes da região.

Amapá, Macapá
As manifestações em Macapá começaram no período da tarde, após às 17 horas. Os amapaenses tentaram protestar em fila indiana nas ruas do Centro para respeitar o distanciamento social. Mesmo assim, foram registrados pontos de aglomeração.

Amazonas, Manaus
Na capital do Amazonas, em Manaus, os manifestantes se concentraram na praça da Saudade, percorreram as ruas do centro da cidade e dispersaram em frente ao Teatro Amazonas, no Largo de São Sebastião.

Bahia, Salvador
Com início na Praça do Campo Grande, localizada na região central de Salvador, manifestantes iniciaram uma caminhada com destino ao Farol da Barra. Os protestos foram acompanhados por policiais militares e ocorreram de maneira pacífica.

Ceará, Fortaleza
Duas manifestações ocuparam as ruas de Fortaleza. No Bairro de Benfica, uma passeata reuniu protestantes. Já a avenida Leste Oeste ficou cheia de veículos em carreata. 

Brasília, Distrito Federal
No período da manhã, duas manifestações ocorreram em Brasília. De um lado, uma passeata tomou a Esplanada dos Ministérios. Enquanto isso, as ruas eram movimentadas por uma carreata, que terminou também na Esplanada. Os organizadores estimam que 30 mil pessoas estiveram presentes no ato realizado no Distrito Federal. Em nota, a Polícia Militar do Distrito Federal afirmou que a manifestação ocorreu de forma pacífica.

Espírito Santo, Vitória
Com concentração no teatro da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), em Vitória, os manifestantes partiram em caminhada pelas ruas da cidade.

Goiás, Goiânia
Em Goiás, foram registradas manifestações em Goiânia, Jataí e em Anápolis. Além das passeatas, também ocorreu buzinaço.

Maranhão, São Luís
Na capital do Maranhão, os protestos partiram pela manhã. A concentração dos manifestantes ocorreu na Praça Deodoro, em São Luís, no Centro Histórico da cidade.

Minas Gerais, Belo Horizonte
A principal manifestação de Minas Gerais ocorreu em Belo Horizonte, mas também foram registrados protestos nas regiões de Lavras, Governador Valadares, Pouso Alegre, Itajubá, Passos, Varginha e Montes Claros.

Pernambuco, Recife
Palco de tumultos nas manifestações do último dia 29, Recife vivenciou atos mais tranquilos nesta manhã. Os organizadores da manifestação em Pernambuco estimam que 10 mil pessoas se reuniram para protestar. O ato iniciou cerca de 9h30 na Praça do Derby, em Recife, e acabou por volta de 12h15 após uma caminhada pela Avenida Conde de Boa Vista.

Rio de Janeiro
No Rio de Janeiro, a concentração da manifestação inicou às 10 horas na estátua do Zumbi de Palmares, na Praça Onze, região central da cidade. A passeata prosseguiu pela Avenida Presidente Vargas. O protesto ainda acontece e é acompanhado por guardas municipais e policiais militares. Não há horário definido para a disperção.

São Paulo
Com início previsto às 16 horas, a manifestação na capital paulista concentra protestantes na Avenida Paulista. De acordo com os organizadores, o ato seguirá pela Avenida Paulista, passará pela Rua da Consolação e será dispersado na Praça Roosevelt.