Daniel Silveira participará de reunião na Câmara sobre sua prisão; deputado tem redes sociais bloqueadas

Autorização para participação virtual foi dada por Alexandre de Moraes após pedido do presidente da Câmara, Arthur Lira; reunião que decidirá sobre prisão será realizada nesta sexta

  • Por Jovem Pan
  • 19/02/2021 14h15 - Atualizado em 19/02/2021 15h14
Plínio Xavier/Câmara dos DeputadosDeputado deve participar de forma virtual da reunião

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, deu autorização nesta sexta-feira, 19, para que Daniel Silveira participe de forma virtual da reunião da Câmara dos Deputados que decidirá sobre a libertação ou manutenção da prisão dele, agendada para as 17h. A decisão de Moraes, responsável pela ordenação da prisão de Silveira, tem como intuito “evitar qualquer prejuízo ao exercício do amplo direito de defesa do parlamentar”. O pedido para participação do deputado foi feito pelo presidente da Casa, Arthur Lira, e é previsto no regimento da Câmara.

Dois dias após a prisão do deputado, as páginas do parlamentar nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter foram bloqueadas nesta sexta-feira, 19. No Twitter, a informação dada na página de Daniel Silveira é de que a conta foi suspensa por uma determinação judicial. Nesta quinta, a Polícia Federal afirmou que abrirá nova investigação contra o deputado após dois telefones celulares serem encontrados dentro da cela dele, na Superintendência do Rio de Janeiro, em uma vistoria de rotina. Por determinação do juiz Airton Vieira, auxiliar de Alexandre de Moraes, a transferência imediata do parlamentar para o Batalhão Especial Profissional da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro foi determinada. Segundo decisão, o local seria “melhor estruturado para a manutenção do estado de custódia cautelar”.