Datafolha: Russomanno continua na liderança para Prefeitura de SP com 27%; Covas tem 21% e Boulos 12%

Candidato do Republicanos mantém margem de distância para o atual prefeito de São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 08/10/2020 17h34 - Atualizado em 09/10/2020 13h09
J. F. DIORIO/ESTADÃO CONTEÚDOCelso Russomanno mantém liderança nas intenções de voto

Nesta sexta-feira, 9, começa o horário eleitoral gratuito nas redes de rádio e televisão para as eleições municipais de 2020 e o Datafolha fez uma pesquisa com os eleitores nesta quinta-feira, 8. Assim como o levantamento do Ibope divulgado no dia 2 de outubro, Celso Russomano (Republicanos) segue na liderança das intenções de voto com 27%. Em segundo lugar nas pesquisas, aparece o atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) com 21%, seguido de Guilherme Boulos (PSOL) com 12% e Márcio França (PSB) com 8%. Jilmar Tatto, candidato do PT, foi de 2% para 1%, enquanto Arthur do Val, o ‘Mamãe Falei’, candidato do Patriota, foi de 2% para 3% .Votos brancos e nulos somaram 12%, e votos de quem ainda não sabe em quem votar somaram 4%.

Confira o ranking de intenções de voto abaixo:

  • Celso Russomanno (Republicanos) – 27%
  • Bruno Covas (PSDB) – 21%
  • Guilherme Boulos (PSOL) – 12%
  • Márcio França (PSB) – 8%
  • Arthur do Val (Patriota) – 3%
  • Andrea Matarazzo (PSD) – 2%
  • Levy Fidelix (PRTB) – 2%
  • Jilmar Tatto (PT) – 1%
  • Vera Lúcia (PSTU) – 1%
  • Joice Hasselmann (PSL) – 1%
  • Marina Helou (Rede) – 1%
  • Orlando Silva (PC do B) – 1%
  • Filipe Sabará (Novo) – 1%
  • Antônio Carlos (PCO) – 1%

A pesquisa aponta, ainda, que o eleitorado mais jovem será o desafio para os candidatos. Entre a faixa etária de 16 a 24 anos, Russomanno tem 35% das intenções de voto e Covas, 14%. Num eventual segundo turno, Russomanno venceria de 46% contra 40% de Covas e 13% brancos e nulos. No percentual de ‘quem você não votaria de jeito nenhum’, Covas continua na liderança com 31% das respostas, empatado com Joice Hasselmann (PSL), seguidos de Levy Fidelix (PRTB) com 30%, Celso Russomanno com 29% e Guilherme Boulos com 23%. O Instituto ouviu 1.092 eleitores paulistanos nos dias 5 e 6 de outubro. A pesquisa tem margem de erro de três pontos percentuais, para mais ou para menos.