Após romper com Rui Costa, vice-governador da Bahia diz que apoiará Lula mesmo se fechar com ACM Neto

Presidente estadual do PT, Éden Valadares, insinuou que a saída do partido da base petista significaria uma guinada do sigla ao bolsonarismo

  • Por Jovem Pan
  • 15/03/2022 15h55 - Atualizado em 15/03/2022 15h57
Divulgação/Assessoria João Leão Vice-governador da Bahia, João Leão, e Lula João Leão deve se aliar com ACM Neto, do União Brasil, pré-candidato ao Palácio de Ondina

O vice-governador da Bahia, João Leão (PP), afirmou nesta terça-feira, 15, que apoiará a candidatura de Lula (PT) à Presidência independentemente da chapa em que estiver no Estado. A declaração foi dada um dia após Leão e Progressistas da Bahia romperem com o governo de Rui Costa (PT). Na segunda-feira, 15, além do vice-governador, que renunciou ao cargo de secretário de Planejamento, Nelson Leal, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, e Leonardo Góes, da Infraestrutura Hídrica e Saneamento, também deixaram as suas respectivas pastas. Apesar do rompimento com o PT nacional, Leão assegura que Lula terá seu voto mesmo se ele fechar chapa com do ex-prefeito de Salvador e pré-candidato ao governo da Bahia ACM Neto (União Brasil).

O posicionamento de Leão é uma resposta ao presidente estadual do PT, Éden Valadares, que insinuou que a saída do PP da base significaria uma guinada do partido ao bolsonarismo. “Após 14 anos de apoio, o PP abandona o projeto de Lula e Rui na Bahia. O fato é que deixam de trilhar o caminho de Lula para marchar ao lado de Bolsonaro e aliados na Bahia”, declarou Valadares. O vice-governador rebateu: “Acho que o presidente do PT na Bahia tem bola de cristal. Minha intensão é apoiar Lula. Só se ele não quiser o meu apoio”. “Vou até marcar uma viagem para conversar pessoalmente com Lula, olho no olho, para dizer que ele tem meu apoio”, afirmou o vice-governador nesta manhã. “Independente de chapa, quero apoiar Lula presidente.” Leão informou que ACM Neto já está ciente sobre o seu apoio a Lula. “Lula me conhece, conhece minha história, e ele quer voto. Meus votos são dele. E estou à disposição para ajudá-lo a ter uma votação estrondosa na Bahia”, disse. “Meu amigo Éden Valadares está escorregando”, alfinetou Leão.