PSDB não libera acesso a resultados da pesquisa da terceira via a Doria

Pré-candidato não compareceu à reunião que analisou os dados do levantamento; cúpula tucana está se articulando para rifar a candidatura do ex-governador para lançar Tebet, do MDB, como presidenciável

  • Por Jovem Pan
  • 19/05/2022 13h18 - Atualizado em 19/05/2022 13h26
ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO - 11/04/2022 João Doria no Hotel Unique na zona sul da capital paulista, discursando no Almoço Debate do LIDE (Lideres Empresariais) Pré-candidatura de Doria está sendo rifada pelo PSDB, que não vê a viabilidade no nome do ex-governador

A equipe do pré-candidato à Presidência da República João Doria (PSDB) não recebeu os resultados das pesquisas quantitativas e qualitativas encomendadas pela terceira via para avaliar a competitividade do ex-governador de São Paulo e da senadora Simone Tebet (MDB). Os representantes do PSDB, MDB e Cidadania se reuniram na tarde da quarta-feira, 18, para analisar os dados do levantamento. Interlocutores do presidenciável afirmam à reportagem que, logo após o fim do encontro, a equipe de Doria solicitou à cúpula tucana o acesso ao resultado das pesquisas, mas foi ignorada. O ex-governador não compareceu à reunião, que aconteceu em Brasília, em virtude de uma agenda em São Paulo.

Os critérios escolhidos para as pesquisas foram vistos por aliados do ex-gestor paulista como uma forma de tirá-lo da jogada. Isso porque Doria, além de não decolar nas pesquisas de intenção de votos, conta com o segundo maior índice de rejeição junto ao eleitorado. Participaram da assembleia representando o PSDB o presidente nacional da sigla, Bruno Araújo, o secretário-geral, deputado Beto Pereira, os líderes Izalci Lucas (Senado) e Adolfo Viana (Câmara), além do deputado Eduardo Barbosa e do senador Tasso Jereissati, decanos da sigla. Nenhum deles liberou a Doria os dados das pesquisas.