Fachin nega pedido de defesa de Lula para suspender julgamento de recurso em caso do triplex

Defesa pedia que decisão de manter condenação no caso do triplex fosse suspensa por não ter presença de advogado e não esperar pedido de suspensão de Moro

  • Por Jovem Pan
  • 04/11/2020 20h22
GABRIELA BILÓ/ESTADÃO CONTEÚDOPedido da defesa do presidente foi negado por Fachin

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin negou nesta quarta-feira, 4, o pedido da defesa do ex-presidente Lula para suspender recurso que tramita no Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra condenação no caso do Triplex do Guarujá. A defesa do ex-presidente alega que a decisão tomada pela 5ª Turma do STJ de manter a condenação de Lula não esperou a resolução sobre a suspensão do juiz Sérgio Moro que tramita no STF e não deu possibilidade do advogado de defesa dele comparecer ao julgamento, já que o horário coincidiu com outra ação penal movida contra o cliente.

Na negativa, Fachin alegou que não viu ilegalidade na decisão do STJ, pontuou que a realização de sessões por meio de videoconferência está amparada no regimento interno da Casa e disse que outros advogados além de Cristiano Zanin fazem parte do time de defesa de Lula. Apesar disso, no pedido de suspensão emitido pelos advogados, eles alegaram que a defesa de Lula é “feita em caráter personalíssimo, sob a coordenação do advogado Cristiano Zanin Martins”. Apesar disso, Fachin foi categórico ao afirmar que não evidencia “ilegalidade ou abusividade a continuidade do julgamento”.