Fim do orçamento secreto, isenção do IR e mais: O que sobrou das promessas de Lula após seis meses de governo

Nos primeiros 180 dias do terceiro mandato, chefe do Executivo priorizou mudanças administrativas e restabelecimentos de programas sociais

  • Por Caroline Hardt
  • 02/07/2023 13h52
TON MOLINA/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO Lula Importantes compromissos de cunho político, inclusive utilizados pelo petista como bandeira de campanha contra opositores, que foram quebrados logo nos primeiros meses do governo

Passados os primeiros 180 dias do terceiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o balanço de promessas de campanhas já cumpridas pelo petista aponta o predomínio de mudanças administrativas, como recriação de ministérios e criação de novas pastas, e o destaque para o restabelecimento de programas sociais, a exemplo do Bolsa Família, do Mais Médicos e ampliação das cotas raciais e da verba da merenda escolar. Em contrapartida, a análise também revela que importantes compromissos de cunho político, inclusive utilizados pelo petista como bandeira de campanha contra opositores, foram quebrados logo nos primeiros meses. É o caso do fim do chamado orçamento secreto, por exemplo. Usado como bala de prata por Luiz Inácio e aliados durante as eleições de 2022, especialmente para críticas direcionadas ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), a prática da distribuição de emendas sem transparência se mantém na atual gestão.

Outra promessa descumprida por Lula envolve o Poder Judiciário. Na campanha presidencial, em um debate promovido pela TV Bandeirantes, o então candidato do PT criticou Bolsonaro e disse que não indicaria “amigos” para o Supremo Tribunal Federal. Menos de seis meses depois, o petista indicou e viu o Senado aprovar o nome de Cristiano Zanin para uma cadeira na Corte. O advogado representou Lula nos processos da Operação Lava Jato. Para o balanço dos primeiros seis meses do governo Lula 3, o site da Jovem Pan preparou uma análise de quais promessas Lula já efetivadas, as parcialmente concluídas e os temas que o petista voltou atrás e cedeu a pressão de aliados. Confira abaixo o raio-x das promessas de Lula:

Promessas cumpridas

  • Recriar o Ministério da Previdência Social
  • Recriar o Ministério da Pesca
  • Recriar do Ministério da Cultura
  • Criar do Ministério dos Povos Originários
  • Retomar o Bolsa Família
  • Retomar e ampliar o Mais Médicos
  • Manter e ampliar cotas raciais
  • Aumentar verba da merenda escolar
  • Promover um mutirão para zerar fila do SUS
  • Não privatizar o Banco do Brasil
  • Não privatizar os Correios
  • Não privatizar a Petrobras
  • Apresentar uma nova regra fiscal e revogar o teto de gastos
  • Acabar com o Preço de Paridade de Importação (PPI) na Petrobras
  • Criar programa Desenrola Brasil para renegociar dívidas das famílias
  • Fortalecer serviços para atendimento à Saúde da Mulher

Em andamento

  • Retomar o Minha Casa Minha Vida
  • Propor uma reforma tributária
  • Não concorrer à reeleição em 2026
  • Reajustar do salário-mínimo acima da inflação todos os anos
  • Retirar sigilo de 100 anos de informações de Bolsonaro
  • Ampliar a participação do Brasil na política externa
  • Ampliar acesso ao ensino superior
  • Criar programa de atendimento a mulheres que sofreram violência
  • Garantir o cumprimento da Lei de Acesso à Informação
  • Combater o crime ambiental promovido por milícias, grileiros e madeireiros

Não cumpridas

  • Isentar o Imposto de Renda para quem ganha até R$ 5 mil
  • Recriar o Ministério de Segurança Pública
  • Universalizar internet em todas as escolas
  • Universalizar acessos a luz e água
  • Aumentar o investimento do Bolsa Atleta
  • Propor nova legislação trabalhista
  • Implantar programa para combater o déficit de aprendizagem devido à pandemia
  • Expandir ensino técnico profissionalizante
  • Apresentar nova política de drogas para redução de riscos
  • Apresentar política coordenada para redução de homicídios
  • Promover o desmatamento zero
  • Tirar o Brasil do mapa da fome

Promessas descumpridas

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.