Governadores divulgam nota em defesa de ministros do STF após falas de Bolsonaro

Documento é assinado por 14 mandatários; governantes manifestam solidariedade aos magistrados em face das ‘constantes ameaças e agressões’

  • Por Jovem Pan
  • 16/08/2021 12h58 - Atualizado em 16/08/2021 17h28
Valter Campanato/Agência BrasilPresidente Jair Bolsonaro afirmou que entrará com processo contra os ministros Luis Roberto Barroso e Alexandre Moraes no Senado

Governadores de 13 Estados e do Distrito Federal divulgaram nesta segunda-feira, 16, uma nota em defesa aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O documento vem na esteira dos recentes ataques do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que irá solicitar ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), a instauração de um processo contra os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso por “extrapolarem com atos os limites constitucionais” do país. “Os Governadores, que assinam ao final, manifestam a sua solidariedade ao Supremo Tribunal Federal, aos seus ministros e às suas famílias, em face de constantes ameaças e agressões”, inicia nota.

“O Estado Democrático de Direito só existe com Judiciário independente, livre para decidir de acordo com a Constituição e com as leis”, justificam os mandatários. “No âmbito dos nossos Estados, tudo faremos para ajudar a preservar a dignidade e a integridade do Poder Judiciário. Renovamos o chamamento à serenidade e à paz que a nossa Nação tanto necessita.” Assinam o documento os governadores Renan Filho (Alagoas), Waldez Goés (Amapá), Rui Costa (Bahia), Camilo Santana (Ceará), Renato Casagrande (Espírito Santo), Flávio Dino (Maranhão), João Azevedo (Paraíba), Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte), Eduardo Leite (Rio Grande do Sul), João Doria (São Paulo), Belivaldo Chagas (Sergipe) e Ibaneis Rocha (Distrito Federal).