Governo do Maranhão autua Bolsonaro por não usar máscaras e causar aglomeração

Governador Flávio Dino (PCdoB) disse que o presidente poderá ‘exercer seu direito de defesa’ e que o valor da multa está previsto em lei

  • Por Jovem Pan
  • 21/05/2021 21h35
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO - 18/05/2021Presidente publicou vídeos de sua ida ao Maranhão nas redes sociais

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido)foi autuado pelo governo do Maranhão nesta sexta-feira, 21, por causar aglomerações e não utilizar máscaras. Ao fazer isso, Bolsonaro desrespeitou o decreto estadual que institui medidas sanitárias para combater o avanço da pandemia de Covid-19. A decisão foi confirmada pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que utilizou as redes sociais para comentar o assunto: “O presidente da República deve observância à legislação federal e estadual. Está em vigor uma norma proibindo eventos acima de 100 pessoas e determinando o uso de máscaras”, disse o governador. Em seguida, Dino afirmou que Bolsonaro poderá “exercer seu direito de defesa” e que o valor da multa a ser recebida está previsto em lei. Em seu Twitter, Bolsonaro publicou um vídeo de sua ida ao Maranhão nos qual é visto cumprimentando apoiadores durante sua passagem por Açailândia.