Moraes autoriza saída temporária de Roberto Jefferson para o hospital

Ministro atendeu a um pedido da defesa, que alega que o político apresentou agravamento do estado de saúde e sintomas de início de trombose

  • Por Jovem Pan
  • 18/01/2022 15h43 - Atualizado em 18/01/2022 15h44
Valter Campanato/Agência Brasil Foto com foco em rosto de homem de terno falando Ex-presidente do PTB está preso em Bangu desde agosto

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes autorizou nesta terça-feira, 18, a saída temporária do ex-presidente do PTB, Roberto Jefferson, do presídio para o Hospital Samaritano Botafogo, no Rio de Janeiro. O magistrado atendeu a um pedido da defesa, que alega que o político apresentou agravamento do estado de saúde e sintomas de início de trombose. Jefferson está detido no Complexo Penitenciário do Gericinó, em Bangu, desde agosto de 2021, após ameaças a ministros da Corte. Moraes determinou escolta durante os exames e pediu que a Secretaria Penitenciária elabore um laudo médico que indique se o presídio tem ou não capacidade de tratar da saúde do político.

Nesta segunda-feira, a esposa de Jefferson, Ana Lúcia, fez um apelo para que o marido fosse transferido para o hospital. “Eu venho aqui fazer um pedido às autoridades, a quem puder ajudar, ao presidente Bolsonaro, para ele ser transferido para o hospital. Acabei de receber uma ligação da médica, o laboratório ligou para ela, que o D-Dímero dele está altíssimo e o Roberto tem comorbidades, não tem como ficar naquele presídio. [Ele] Precisa ser transferido para o hospital com urgência. Ele está correndo risco de vida. Gente, quem puder, me ajudem, quem for autoridade, olhe por ele, por favor”, disse em um vídeo que circulou nas redes sociais.