Moraes cita possível tentativa de fuga e mantém prisão de Daniel Silveira

Ministro declarou ainda que o deputado apresentou ‘total desprezo pela Justiça’ ao violar o uso da tornozeleira eletrônica mais de 30 vezes

  • Por Jovem Pan
  • 31/08/2021 20h47 - Atualizado em 31/08/2021 21h18
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDODaniel Silveira está preso no Rio desde junho

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve nesta terça-feira, 31, a prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ). Na decisão, o magistrado citou possíveis tentativas de fuga do parlamentar, que teria pedido asilo em embaixadas de quatro países. Moraes afirmou que a defesa do deputado apresentou versões conflitantes sobre esse fato e mencionou um relatório da Polícia Federal, no qual consta tentativa de fuga do parlamentar quando os agentes chegaram a sua casa, em 24 de junho. O ministro declarou ainda que Silveira apresentou “total desprezo pela Justiça” ao violar o uso da tornozeleira eletrônica mais de 30 vezes e disse que os “fatos criminosos praticados são gravíssimos”. “Não há indicação, portanto, de que o reiterado desprezo do réu pelo Supremo Tribunal Federal e pelo Poder Judiciário, de modo geral, tenha se modificado. Pelo contrário, as ações do parlamentar indicam quadro fático absolutamente semelhante àquele que levou ao restabelecimento de sua prisão”, decidiu.