Moraes prorroga inquérito das milícias digitais por mais 90 dias

Ministro do STF justifica decisão com necessidade de prosseguimento da investigação e diligências em andamento

  • Por Jovem Pan
  • 06/04/2022 22h33
Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF Ministro Alexandre de Moraes usando terno com fundo preto. Olha para a câmera, está de terno preto e camisa branca. Ele é careca Alexandre de Moraes tem sido o principal responsável por inquéritos sobre notícias falsas no STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou nesta quarta, 6, a prorrogação do inquérito das milícias digitais por mais 90 dias, contados a partir de hoje. Moraes justificou que a investigação deve prosseguir e ainda há diligências em andamento e atendeu ao pedido feito pela delegada Denisse Ribeiro, responsável pelo inquérito. Na investigação, a Polícia Federal apura a existência de uma rede criminosa que se articularia em núcleos político, de produção, de publicação e de financiamento para atentar contra o Estado Democrático de Direito e as instituições brasileiras com  desinformação, incluindo o próprio STF. Há a suspeita de que o grupo seja abastecido com dinheiro público. São alvos, por exemplo, o jornalista Allan dos Santos e o ex-deputado federal Roberto Jefferson, ambos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL). O inquérito foi aberto em julho de 2021, após Moraes ordenar o arquivamento do inquérito que investigou atos antidemocráticos do início do ano passado a pedido da Procuradoria-Geral da República.