PEC dos Precatórios poderá ser votada ainda hoje se houver acordo ‘mais amplo’, diz Pacheco

Presidente do Senado afirmou que aguarda relator da proposta, que busca mais adeptos para aprovação do texto no plenário

  • Por Jovem Pan
  • 30/11/2021 18h13 - Atualizado em 30/11/2021 18h17
ANTONIO MOLINA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO - 12/08/2021 Rodrigo Pacheco defendeu aprovação da PEC

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou que a PEC dos Precatórios pode ser votada no plenário ainda nesta terça-feira, 30, se o relator, senador Fernando Bezerra (MDB-PE), conseguir um acordo “mais amplo” com outros parlamentares da Casa. O texto foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) nesta tarde, com 16 votos favoráveis e 10 contrários. “Após a aprovação pela CCJ, o relator Fernando Bezerra está conversando com outros senadores para buscarmos um acordo em relação ao texto, para que tenhamos mais adeptos para a votação no plenário”, declarou Pacheco em coletiva de imprensa. “Estou aguardando um retorno do relator para ver se é possível evoluir nesse acordo, obviamente no compromisso de ceder em alguns pontos, para que possamos apreciar no plenário do Senado eventualmente até hoje mesmo.” O presidente do Senado também defendeu a importância da aprovação da PEC para abrir espaço no orçamento para o Auxílio Brasil. “A PEC dos precatórios não é só importante para o governo, é importante para o Brasil. É importante dar solução aos precatórios e ao mesmo tempo dar espaço para o programa social. Esse Auxílio Brasil é muito importante para as pessoas carentes e o Senado tem pleno compromisso com esse problema, e isso se dá através da aprovação da PEC dos Precatórios”, concluiu.