Presidente do Inep afirma que Enem não será afetado por saída de servidores e nega acusações

Danilo Dupas foi acusado por servidores de tomar decisões sem critérios técnicos e de cometer assédio moral

  • Por Jovem Pan
  • 10/11/2021 16h46
Reprodução / TV Câmara Danilo Dupas, presidente do Inep, durante audiência na Câmara dos Deputados Danilo Dupas garantiu que Enem poderá ser realizado sem problemas, apesar de pedidos de demissão de servidores do Inep

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Danilo Dupas, afirmou nesta quarta, 10, que a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não será afetada pelo pedido de demissão em massa de 37 servidores feito na segunda, 8. Dupas foi chamado pela Câmara dos Deputados para explicar a situação e garantiu que o órgão poderá aplicar a prova sem problemas. “O cronograma de execução do Enem 2021 está mantido e não será afetado pelos pedidos de exoneração dos servidores. As provas do exame estão armazenadas em segurança, e o Inep está monitorando todo o processo de modo a garantir a normalidade de sua execução. O Enem é o maior exame do Brasil e possui uma logística complexa, gigantesca, mas que o Inep domina”, afirmou, dizendo que as provas já estão prontas e as equipes aplicadoras, capacitadas. O Enem está previsto para ser realizado nos dias 21 e 28 de novembro.

Os servidores que pediram exoneração eram antigos no órgão e já haviam trabalhado na aplicação do Enem diversas vezes. Ao se demitirem, afirmaram que a atual gestão do Inep demonstrava fragilidade técnica e administrativa. Uma denúncia feita pela Assinep (Associação de Servidores do Inep) acusa Dupas de promover um desmonte no órgão, com decisões sem critérios técnicos, e também de assédio moral, o que o presidente do órgão negou. “Não há uma orientação e tampouco ocorreu casos em que eu expus as pessoas que compõem o quadro do instituto em situações humilhantes e constrangedoras no ambiente de trabalho e no exercício de suas atividades. Não aceito tal conduta e peço que, se ocorrer uma situação do tipo com algum servidor, o caso seja denunciado a qualquer um dos meios de comunicação disponíveis”, pediu. Ele ainda afirmou que as provas do Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes), previstas para 14 de novembro, e as do Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica) serão aplicados normalmente.