Randolfe pede que Pazuello apresente teste de Covid-19 à CPI

Ex-ministro da Saúde pediu dispensa de depoimento à comissão sob alegação de que teve contato com pessoas infectadas, mas recebeu a visita do ministro Onyx Lorenzoni nesta quinta-feira, 6

  • Por Jovem Pan
  • 07/05/2021 12h31 - Atualizado em 07/05/2021 16h14
Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo - 21/01/2021Segundo a assessoria do ex-comandante do Ministério da Saúde, ele teve contato com pessoas contaminadas e, por isso, pediu para não comparecer

Vice-presidente da CPI da Covid-19, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) apresentou requerimento para que o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello apresente resultado de teste para detecção de coronavírus. O depoimento do general à comissão estava inicialmente marcado para a quarta-feira, 5, mas foi adiado para o dia 19 de maio. Segundo a assessoria do ex-comandante do Ministério da Saúde, ele teve contato com pessoas contaminadas e, por isso, pediu para não comparecer. Nesta semana, ocorreram as oitivas dos ex-ministros Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich e do atual chefe da pasta, Marcelo Queiroga.

O requerimento de Randolfe foi apresentado após o jornal O Estado de S. Paulo revelar que Pazuello recebeu a visita do ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Onyx Lorenzoni, nesta quinta-feira, 6, no Hotel de Trânsito de Oficiais, onde o ex-ministro da Saúde mora. No pedido, o vice-presidente da CPI afirma que “é importante saber se o ex-ministro realizou exame antes de receber o ministro da Secretaria-Geral, Onyx Lorenzoni”.

“Solicitei que o ex-ministro Pazuello apresente seu teste de Covid-19 à CPI da Pandemia. Não instalamos uma CPI de brincadeira. Devemos respostas às mais de 400 mil famílias que perderam seus entes e queremos soluções para o fim dessa crise. Vamos trabalhar”, disse Rodrigues em seu perfil no Twitter. A visita feita por Onyx Lorenzoni ao general já havia sido tema de debate na sessão desta quinta-feira do colegiado. O senador Jean Paul Prates (PT-RN) perguntou ao presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), o que poderia ser feito pelos parlamentares. “Primeiro, torcer para o ex-ministro Pazuello não estar com Covid-19 e não contaminar Onyx. Segundo, não foi Pazuello que foi a Onyx. Ninguém pode proibir alguém de visitar alguém, mesmo que esteja com suspeita de Covid. No mais, não podemos fazer mais nada”, respondeu Aziz.