Primeiros resultados oficiais confirmam arrasadora vitória de Orbán

  • Por Agencia EFE
  • 06/04/2014 18h24

Budapeste, 6 abr (EFE).- As eleições parlamentares da Hungria terminaram neste domingo com a esperada vitória do primeiro-ministro, o conservador nacionalista Viktor Orbán, com 46% dos votos, segundo indicam os primeiros dados oficiais.

Com 45% dos votos apurados, o partido governante Fidesz se impôs ao bloco opositor de esquerda, liderado pelos socialistas, com 24%, e o extremista de direitas Jobbik, com 22%.

Os ecologistas do LMP estão, por enquanto em 4,5%, com o que não entrariam no parlamento de Budapeste por não superar o mínimo de 5%.

De acordo com uma nova lei eleitoral, o número de cadeiras no parlamento de Budapeste baixa de 386 até 199, e que as eleições se realizam em uma só volta.

Nas 106 circunscrições se apresentarão mais de 1.700 candidatos em representação de 84 listas, enquanto as 93 cadeiras restantes se repartirão segundo o apoio que os partidos recebem do segundo voto, emitido a uma das 18 listas nacionais.

Se esses resultados se confirmarem, o Fidesz corre risco de perder a maioria de dois terços das cadeiras no parlamento, assegurou o analista Zoltán Somogyi na televisão privada “ATV”.

Em algumas seções de províncias do leste do país, o Jobbik venceu inclusive o bloco de esquerda, que por sua vez parece conquistar mais da metade das circunscrições na capital.

Segundo dados oficiais do Escritório Nacional Eleitoral (NVI) a participação nas eleições foi de 60,3%, cerca de quatro pontos percentuais a menos que no pleito de quatro anos atrás.

Espera-se que a NVI publique os resultados preliminares com a apuração de 90% às 22h (19h). EFE