Pacientes são diagnosticados com superbactéria em Hospital Municipal de Guarulhos, na Grande SP

  • Por Jovem Pan
  • 14/08/2018 13h01
Reprodução/TV GloboA secretaria descartou que o problema seja causado por um problema na administração do local e que haja um surto de infecção no hospital

Quatro pessoas estão internadas no Hospital Municipal de Urgência de Guarulhos, na Grande SP, após serem diagnosticadas com a superbactéria KPC. A informação é da Secretaria de Saúde do município.

A secretaria descartou que o problema seja causado por um problema na administração do local e que haja um surto de infecção no hospital.

Segundo a Sociedade Brasileira de Infectologia, a contaminação é comum em hospitais de grande porte e depende da higiene para que ela não se agrave. Entretanto, a higiene do hospital é precária. A empresa terceirizada para fazer a limpeza não foi paga pelo Instituto Gerir, que administra o hospital.

Além da falta de limpeza, o HMU também sofre com a falta de médicos, que entraram em greve por conta do atraso no pagamento dos salários. Há ainda ambulâncias do Samu paradas, porque o contrato de manutenção dos veículos expirou.

A Prefeitura de Guarulhos e o Instituto Gerir se reuniram para discutir a situação desta unidade de Saúde e do Hospital da Criança e do Adolescente, que também sofre com problemas de higiene. Ficou decidido que todos os funcionários voltarão ao trabalho.

Segundo a Prefeitura, o repasse de recursos para o mês de agosto já foi adiantado para normalizar a situação. Também será feita uma auditoria para verificar os gastos dos hospitais.

Por outro lado, o Instituto Gerir afirmou que o repasse da Prefeitura é de R$ 4,7 milhões por mês, mas o valor não seria suficiente para conter os gastos das duas unidades, já que há uma dívida de R$ 30 milhões.