Senadores se articulam para levar Chico Rodrigues ao Conselho de Ética

Requerimento deve ser apresentado nesta terça-feira; Democratas afirma que está ‘atento’ as investigações

  • Por Gabriel Bosa
  • 15/10/2020 15h56
Luis Macedo/Câmara dos DeputadosSenadores buscam assinaturas para protocolar pedido de investigação na próxima terça-feira

Senadores de diferentes partidos e membros do movimento Muda, Senado se articulam para levar Chico Rodrigues (DEM-RR) ao Conselho de Ética do Senado, após operação da Polícia Federal flagrar o congressista com R$ 30 mil escondidos dentro da cueca, nesta quarta-feira, 14, em Boa Vista. Segundo o senador Alessandro Vieira (Cidadania-RS), já endossaram a proposta os senadores Styvenson Valentim (Podemos-RN), Jorge Kajuru (Cidadania-GO), Lasier Martins (Podemos-RS), Randolfe Rodrigues (Rede-PE) e Eduardo Girão (Podemos-CE). O documento deve ser protocolado até a próxima terça-feira, 20.

O Democratas (DEM), partido de Rodrigues, afirmou nesta quinta-feira, 15, que acompanha as investigações, e “havendo a comprovação da prática de atos ilícitos pelo parlamentar, a Executiva Nacional aplicará as sanções disciplinares previstas no Estatuto do partido”. Ainda nesta manhã, o senador foi destituído do cargo de vice-líder do governo do Senado. A dispensa foi publicada no Diário Oficial da União, “a pedido” do senador. Chico Rodrigues foi alvo da operação Desvid-19, realizada pela Polícia Federal e pela Controladoria-Geral da União (CGU), que investiga possível esquema criminoso para o desvio de recursos públicos através do direcionamento de licitações na área da saúde em Roraima. Segundo informações da CGU, as contratações suspeitas de irregularidades foram realizadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SESAU/RR), envolveriam aproximadamente R$ 20 milhões que deveriam ser utilizados no combate ao novo coronavírus.