Talibãs do Paquistão anunciam cessar-fogo de um mês

  • Por Agencia EFE
  • 01/03/2014 12h23

Islamabad, 1 mar (EFE).- O principal grupo talibã do Paquistão, o TTP, anunciou neste sábado um cessar-fogo de um mês de duração, uma medida que pode resgatar as fracassadas negociações de paz com o governo do país, informou uma fonte dos talibãs.

Em declarações ao jornal local “Dawn”, o porta-voz do TTP, Shahidulah Shahid, afirmou que todos os integrantes da organização insurgente devem atender essa chamada de cessar-fogo.

O coordenador das negociações de paz por parte do governo, Irfan Sidiqui, deu boas-vindas ao anúncio do TTP, mas ressaltou que ainda espera uma mensagem formal por parte do comitê talibã, segundo o jornal.

Sidiqui ressaltou que, se essa chamada de cessar-fogo for real, as conversas de paz poderiam ser retomadas.

No último dia 21 de fevereiro, duas semanas após seu início, o governo do Paquistão suspendeu as negociações com o TTP devido à persistência das ações armadas insurgentes.

Sidiqui, assessor governamental de temas nacionais, manifestou então que os contatos “não faziam sentido” enquanto os insurgentes estivessem articulando ações armadas.

Desde que se iniciaram as conversas formais, no último dia 6 de fevereiro, as ações armadas do TTP e de grupos ligados à insurgência fundamentalista causaram a morte de pelo menos 175 pessoas, segundo uma estimativa oficial publicada pelo governo.

Por outro lado, bombardeios da Força Aérea Paquistanesa causaram a morte de cerca de 100 insurgentes, enquanto o governo avalia uma ofensiva em grande escala.

Segundo vários analistas e diplomatas estrangeiros, o processo de diálogo não é visto com bons olhos pelo Exército, partidário de uma ofensiva contra as fortificações talibãs. EFE